Abaixo da média nacional, RMS fechou maio com inflação de 0,11%

De acordo com pesquisa divulgada pelo Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (7), em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, ficou em 0,11% na Região Metropolitana de Salvador (RMS), com importante desaceleração em relação a abril, quando havia sido de 0,83%. Também ficou significativamente abaixo do índice de maio de 2018 (1,11%). Foi ainda o menor IPCA para um mês de maio, na RMS, desde 2000, quando o indicador havia ficado em 0,07%.

O índice de maio na RMS (0,11%) ficou um pouco abaixo da média nacional (0,13%) e foi a terceira menor alta entre as 16 áreas pesquisadas. Com o resultado do mês, o IPCA na RMS acumula alta de 2,27% de janeiro a maio de 2019. No país como um todo, o índice acumulado neste ano está em 2,22%.

Dentre os nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA, quatro apresentaram altas em maio, na Região Metropolitana de Salvador: Habitação (+1,34%), Vestuário (+1,21%), Transportes (+0,65%) e Saúde e cuidados pessoais (+0,12%). Entretanto, em razão do peso nos orçamentos das famílias na RMS, as despesas para morar e se locomover foram as que mais puxaram para cima a inflação do mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.