Abaixo da média nacional, prévia da inflação da RMS ficou -0,13% em agosto

De acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quinta-feira (22), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que funciona como uma prévia da inflação oficial, caiu e ficou em -0,13% em agosto, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Em julho, havia sido de 0,13%.

Foi a primeira variação negativa do IPCA-15 da RMS neste ano e o menor valor para um mês de agosto desde 2014, quando o índice havia sido de -0,38%. O IPCA-15 de agosto na RMS ficou bem abaixo da média nacional (0,08%), acompanhando o movimento de deflação registrado na maioria das 11 áreas investigadas.

Dos nove grupos de produtos e serviços que formam o IPCA-15, quatro tiveram quedas em agosto, na Região Metropolitana de Salvador.

A maior deflação foi registrada nos gastos com saúde e cuidados pessoais (-0,69%). Mas, com o segundo e o terceiro maior recuo, respectivamente, alimentação e bebidas (-0,59%) e transportes (-0,53%) foram os que mais contribuíram para a queda do IPCA-15 do mês, na RMS.

Dentre os grupos com altas no IPCA-15 de agosto, as principais pressões inflacionárias vieram de habitação (0,75%) e despesas pessoais (0,37%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.