Presente em 110 países, BPW incentiva potencial empreendedor de mulheres baianas

Atuante em 17 estados do Brasil, a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais (BPW) objetiva desenvolver o potencial profissional da mulher através de diversas capacitações. A instituição chegou em Salvador em 2017 com a inciativa da empresária Juranildes Matos Araújo, diretora executiva da Fecomércio-BA.

Fundada há 87 anos, a BPW é uma Organização Não Governamental (ONG) direcionada para empresárias, executivas e profissionais de diversas áreas da produção de conhecimento. Tem o intuito de empoderar a mulher e oferecer capacitação para que conquiste autonomia financeira, econômica e emocional.

A contadora Marineide Araújo, 49 anos, atual diretora da BPW Salvador, ressalta que há intenção de expandir o projeto para demais regiões. “O intuito da BPW não é ficar só em Salvador, mas ter instituições em Camaçari, Feira de Santana e outras regiões da Bahia”, explica.

Foto: Hyago Cerqueira

A BPW orienta milhares de mulheres de negócios a desenvolverem seus projetos e trocarem experiências. Presente em 110 países, a associação possui representantes em diversos órgãos internacionais como Organização das Nações Unidas (ONU), Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura das Nações Unidas (UNESCO), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), Organização Mundial da Saúde (OMS), Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e Organização Internacional do Trabalho (ILO).

Anualmente são realizados três eventos de conscientização: o Março Mulher, que trata de assuntos relacionados ao empoderamento da mulher na sociedade atual; Trabalho Igual Salário Igual, no dia 1° de Maio com objetivo de fortalecer a igualdade salarial e Doando Vidas, que acontece de 26 de agosto a 27 de setembro, para incentivar a doação de órgãos, tecidos e leite materno.

As mulheres interessadas em fazer parte da BPW devem se cadastrar pelo site. “É simples, basta realizar o cadastro no site e seguir as instruções que virão logo após. É cobrada uma taxa mensal de R$ 40 para colaborar com o crescimento da BPW”, explica Marineide.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.