Nutricionista aponta principais benefícios dos alimentos orgânicos para vida saudável

Levar uma rotina tranquila e manter um cardápio saudável nem sempre é fácil, mas não é impossível. Com a correria intensa do dia-a-dia, muitas pessoas acabam optando pelo consumo de produtos embutidos e industrializados. Porém existem métodos e combinações de alimentos que podem desencadear hábitos mais saudáveis, além de melhorar no desempenho de atividades, disposição e concentração, sendo fáceis de encaixar na rotina.

Para entender como melhorar os hábitos alimentares e os benefícios do consumo de alimentos orgânicos, o Destaque1 entrevistou a nutricionista Eridiane Barros, que também é consultora em restaurantes em Camaçari e extensionista com ênfase em pacientes queimados pelo Consultório de Equipe Multidisciplinar da FTC – Salvador.

Destaque1 – Quais são os benefícios dos alimentos orgânicos? Existem desvantagens?

Eridiane Barros – Os Alimentos orgânicos são aqueles que no seu processo de produção utilizam de técnicas que mantenha a qualidade do alimento e preservação do solo. Tem como vantagem a ausência do uso de agrotóxicos, apresenta aroma e sabor mais intensos, além de ser muito mais nutritivo. Porém apresenta como desvantagem o custo elevado, a aparência não tão satisfatória (tamanho menor, cores menos chamativas) devido a técnica de cultivo ser de forma natural.

D1 – Quais são os alimentos que são essenciais para uma refeição saudável?

EB – Isso é muito individual. Uma alimentação completa deve conter todos os micro e macronutrientes conforme as necessidades de cada individuo. Deve ter a quantidade necessária de caloria e respeitar a quantidade de macronutrientes (Carboidrato, Proteína e Lipídio) e micronutrientes (vitaminas e minerais).

D1 – Esses produtos são caros?

EB – Não, para manter uma alimentação saudável nem sempre é caro. Muitas pessoas gastam cerca de $40,00 com fast food em uma única refeição, com esse mesmo valor é possível comprar frango, arroz, feijão e ingredientes de uma salada e comer mais de uma vez.

D1 – Como pode ser feito o preparo desses alimentos?

EB – Frutas, legumes e verduras devem ser bem higienizados assim que chegar em casa e só após higienizados podem ser guardados de forma adequada. E as carnes devem ser bem cozidas ou assadas para evitar qualquer tipo de contaminação.

D1 – O que é alimento transgênico? O seu consumo pode causar danos à saúde?

EB – São alimentos geneticamente modificados, ou seja, que sofreram alteração no seu DNA. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) até hoje não há estudos que comprovem algum efeito negativo causado por alimentos transgênicos. O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e a Associação de Saúde Coletiva relataram o surgimento de doenças ligadas ao consumo destes alimentos, como alergias, câncer, aumento da resistência a antibióticos, etc. Porém faltam estudos conclusivos e aprofundados que possam testar a relação destes achados.

D1 – Como são produzidos os produtos transgênicos?

EB – São produzidos pela engenharia genética. Onde é modificado o código genético de um determinado alimento, ou seja, é inserido no organismo genes proveniente de outro. O principal objetivo é a produção de alimentos mais resistentes às pragas agrícolas.

D1 – Falando sobre outra vertente de hábitos alimentares, algumas pessoas tem adotado o consumo de alimentos cru. Essa prática apresenta mais benefícios para a saúde?

EB – Consumir alimentos crus evitam as perdas nutricionais, pois o calor empregado na cocção é responsável por inativar substâncias nutritivas. A forma como os alimentos são cozidos também influência na perca nutricional. Um exemplo disso é o cozimento com água, maior parte dos nutrientes vai embora junto com a água descartada. Agora se você optar pelo consumo de alimentos crus (frutas, verduras, legumes) deve-se atentar a higienização. Lembrando que nem todos os alimentos devem ser consumidos crus, a exemplo dos alimentos de origem animal como carne frango, pois pode ocorrer contaminação por bactérias e o ovo que pode apresentar contaminação por salmonella.

D1 – O crudivorismo pode ser uma tendência para as gerações futuras ou o consumo de alimentos industrializados ainda é o mais optado pela população?

EB – Devido à extensa rotina de trabalho da população os alimentos mais práticos são os mais consumidos. Porém muitas pessoas já começaram a se conscientizar sobre a importância de uma alimentação balanceada e saudável e estão optando pelos alimentos que trazem benefícios a saúde, como exemplo desta nova tendência do crudivorismo que protege e conserva os nutrientes dos alimentos.

D1 – Para prevenir o avanço de doenças crônicas como câncer, diabetes, obesidade e entre outros casos, quais são os principais alimentos que podem auxiliar nesse processo?

EB – É uma lista extensa, mas podemos resumir dizendo que é mais saudável consumir os alimentos ao natural (quanto menos processado melhor). Dar preferências as frutas com cascas (se possível) que evita pico de insulina. Consumir legumes e verduras diariamente. Consumir fontes boas de gordura (coco, castanha, abacate, etc.) Evitar excesso de sal, açúcar, refrigerante, embutidos, enlatados e defumados. E por fim, associar tudo isso a pratica de algum tipo de atividade física que deve ser acompanhada por um profissional da área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.