Em sessão ordinária, Jackson Josué (PT) faz críticas a administração do Hospital Geral de Camaçari

O vereador de oposição Jackson Josué (PT) deu início a uma discussão no plenário da Casa Legislativa com críticas ao sistema de saúde e administração do Hospital Geral de Camaçari (HGC), além de ressalvas a construção de uma maternidade na cidade.

“Cabe aos vereadores desta Casa independentemente de partido político, nós temos que acolher a população de Camaçari e queremos conversar com a diretora do Hospital Geral. Aproveitar que o secretário de Saúde vai estar sexta-feira aqui em nosso município e convocar a todos desta Casa independente de bandeira partidária para que possamos fazer cobranças de melhorias na saúde no município de Camaçari”, destacou Jackson.

O embate começou após o presidente da Câmara Municipal, Jorge Curvelo (DEM), colocar em discussão a Indicação de n° 302/2019, sugerido pela vereadora Fafá de Senhorinho (DEM), que solicita a construção de um Centro de Referência em Obesidade (CRO) e a criação de um Centro de Parto Humanizado no município.

O líder do Governo, Zé do Pão (PTB) ironizou e provocou o petista. “Eu queria dizer que o vereador Jackson parece que ficou esquecido no tempo, quem mais prometeu foi o seu Governo, todo o ano de política o Governo do Estado vem aqui junto com o ex-prefeito [Luiz Caetano] que teve o mandato caçado prometer uma maternidade aqui. Inclusive começa a fazer o início da obra e depois some, não acontece. Então eu tenho que parabenizar o senhor também e vim aqui parabenizar a vereadora Fafá porque o senhor sabe que pelo Governo do Estado nunca vai acontecer, então quem tem que tomar conta é o nosso Governo Municipal”.

Durante a sessão, o demista Vaninho da Rádio lembrou que a construção da maternidade é uma antiga promessa do Governo do Estado. “O senhor esquece que essa promessa foi feita pelo seu governador [Rui Costa] em momento de campanha. Você não tem essa moral de vim aqui bater na tecla para responsabilizar o prefeito Antônio Elinaldo”, disparou.

“A cidade de Camaçari não tem a sua maternidade e hospital municipal, o prefeito Elinaldo falou que no seu primeiro ano de governo daria ao povo de Camaçari a sua maternidade”, insistiu Jackson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.