Em cinco meses, Centro de Atenção à Saúde da Criança realizou mais de 20 mil atendimentos

No próximo dia 27 de fevereiro o Centro de Atenção à Saúde da Criança em Camaçari completa cinco meses de inaugurado. Nesse período, a unidade já realizou mais de 20 mil atendimentos de pacientes com idade entre 0 e 12 anos. O centro é composto pela Policlínica de Especialidades Pediátricas e Unidade de Pronto Atendimento 24 horas Pediátrica (UPA).

De acordo com a coordenadora das Unidades de Pronto Atendimento, Ila Gomes, o Centro de Atenção à Saúde da Criança foi criado a partir da necessidade de atendimento específico para as crianças. “As Unidades de Pronto Atendimento já realizavam atendimento pediátrico de forma geral, então percebemos que esse público infantil precisava de um local que fosse específico para ele”, explica.

Ila Gomes, coordenadora Geral das Unidades de Pronto Atendimento. Foto: Hyago Cerqueira

Na Policlínica, atuam profissionais da saúde de nove especialidades: cardiopediatria, pneumopediatria, alergopediatria, endocrinopediatria, neuropediatria, gastropediatria, otorrinolaringologia pediátrica, psicologia pediátrica e nutricionista.

O cirurgião geral da Policlínica se desligou da unidade recentemente e o serviço está indisponível no local. Entretanto, Gomes afirma que o paciente que necessita desse serviço é encaminhado para a Central de Regulação Municipal, que transfere o paciente para outra unidade. A coordenadora ressalta ainda que o processo de preenchimento da vaga já está em andamento.

A estrutura da Policlínica é formada por quatro consultórios e a equipe de profissionais de saúde é composta por 14 médicos que atendem de forma intercalada, cada dia acontece o atendimento de uma especialidade, sendo que psicologia e nutrição são áreas que atendem diariamente.

Policlínica de Especialidades Pediátrica. Foto: Hyago Cerqueira

Mãe de Maria Eduarda de 6 anos, Nicelene Santos, moradora de Vila de Abrantes, esteve pela primeira vez na unidade e disse que foi encaminhada à Policlínica Pediátrica pela psicóloga da filha. “A consulta foi marcada na unidade de saúde de Vila de Abrantes, consegui marcar na primeira tentativa, sem dificuldades”, conta.

Nicelene Santos. Foto: Hyago Cerqueira

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) são realizados por dia em média 100 atendimentos. A estrutura conta com dois consultórios, laboratório, farmácia e sala vermelha, onde são atendidos pacientes com quadro de maior gravidade.

Quatro médicos e cinco técnicos de enfermagem são responsáveis pelo atendimento, que acontece de forma intercalada entre os turnos diurno e noturno. No local também são realizados exames e uma ambulância fica disponível na unidade para transferência de paciente.

Na Policlínica, o número de atendimentos por dia varia entre 60 e 100 e as especialidades mais procuradas são as de gastropediatria, pneumopediatria, neuropediatria, cardiopediatria e psicologia pediátrica. As marcações das consultas ocorrem através das unidades de saúde dos bairros.

Centro de Atendimento a Saúde da Criança. Foto: Hyago Cerqueira

Acompanhado pela avó Perpétua Silva, residente da Bomba, Wesley Silva, de 12 anos, deu entrada na UPA com falta de ar. Perpétua relata que o garoto foi atendido após dez minutos e considera o atendimento de qualidade, com profissionais rápidos e prestativos. “Já é a segunda vez que venho aqui na emergência, tanto da primeira como hoje, o atendimento foi bom e rápido, os médicos e enfermeiros são muito prestativos”, explica.

Perpétua Silva. Foto: Hyago Cerqueira

A moradora de Barra do Jacuípe, Leila Santos, foi até o Centro de Atenção à Saúde da Criança com o filho Robert Santos, de 1 ano, para realizar consulta com gastropediatra. Leila conta que foi encaminhada da UPA para a Policlínica com facilidade no atendimento. “Fui atendida na emergência após 30 minutos que dei entrada, o médico encaminhou ele para uma consulta com o gastro e não tive nenhuma dificuldade para fazer a marcação”, relata.

Ao falar do profissional que realizou o atendimento de Robert, Leila se diz satisfeita. “Ele olhou meu filho direitinho, com atenção e deu logo o disgnóstico”, afirma a mãe.

Leila Santos. Foto: Hyago Cerqueira

A coordenadora das Unidades de Pronto Atendimento, Ila Gomes, acredita que o objetivo de proporcionar um melhor atendimento para as crianças de Camaçari está se cumprindo e revela que existe a possibilidade do Centro de Atenção à Saúde da Criança ganhar novas especialidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.