Consciência Negra: sessão especial na Câmara de Camaçari debate racismo e luta dos movimentos sociais

A sessão especial em homenagem ao Dia da Consciência Negra, cujo tema foi “Negro, a Luta Diária de (Re) Existência”, aconteceu na tarde desta sexta-feira (23), no plenário da Câmara de Camaçari.

“Esta sessão nunca foi tão importante neste momento, pois continuamos sofrendo diariamente com ataques racistas. As redes sociais têm sido uma ferramenta extremamente prejudicial, cada vez mais usadas para propagar o racismo. Pessoas que não têm coragem de falar cara a cara se escondem atrás de um computador para propagar seu ódio contra a população negra”, iniciou o vereador Marcelino (PT), proponente da sessão. “Temos que nos unir e enfrentar tudo isso. Diga ‘não’ ao racismo. Vamos resistir”, completou.

A primeira palestrante do evento foi a jornalista, blogueira, digital influencer e ativista, Maíra Azevedo, a Tia Má. “O racismo é um câncer social que impede que a gente avance”, iniciou. “É preciso que todas as pessoas tenham consciência que a gente precisa falar sobre isso. É muito doloroso ser confundido o tempo todo com um marginal. As pessoas gostam da gente como objeto de folclore, para vender a cultura, mas têm dificuldade de nos ver como construtores de conhecimento”, disse.

Foto: Heriks Trabuco DICOM Câmara Municipal de Camaçari

Durante a Sessão especial, foram entregues três medalhas Zumbi de Palmares, símbolo de resistência do povo negro. Os homenageados foram: José Macedo da Silva Filho, vocalista do Afrocidade; o músico e sacerdote da religião matriz africana, Juarez Soares de Jesus; e o industriário Renato Lima da Conceição, natural de Salvador e morador de Camaçari há 15 anos.

O evento contou também com a participação do deputado estadual Bira Corôa (PT). “Um momento muito importante para lembrar a luta do nosso povo. É um dia de celebração, de consciência, de resistência e de luta”, comentou.

A Sessão Especial teve a participação especial do grupo Slam das Mulé, que apresentou algumas batalhas de poesia. Além dos parlamentares da Casa, estiveram presentes também estudantes, militantes de movimentos negros e diretores sindicais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.