CIAT reúne nesta quarta-feira profissionais para debater inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Visando ressaltar a importância da inclusão de pessoas com deficiências no mercado de trabalho, o Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (CIAT), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedec), promove encontro gratuito de profissionais das diversas áreas nesta quarta-feira (7), na Praça Desembargador Montenegro, das 8h às 14h.

Com o tema “Desafios e Oportunidades – Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho”, o objetivo é incorporar as definições presentes dos direitos das pessoas com deficiência e compreender sobre as suas mais variadas formas, sendo física, intelectual, visual, auditiva ou múltipla e congênitas. Além de ressaltar os desafios superados por esses profissionais.

O evento terá palestras, apresentações musicais e de dança, além do início dos processos seletivos. Veja abaixo a programação completa:

8h20 – Apresentação musical com grupo formado por deficientes visuais

8h30 – Recepção das empresas, pela coordenação do CIAT e explicação de como irá funcionar os processos

9h – Abertura oficial do evento para o público PCD

9h05 – Palestra sobre inclusão PCD no mercado de trabalho com Adilana Diniz

9h35 – Palestra sobre funções e encaminhamento para o mercado de trabalho

9h50 – Palestra da STT sobre mobilidade urbana e seus desafios

10h05 – Palestra da SEDES benefícios para o público PCD

10h20 – Apresentação de dança

10h25 – Coffee e continuação da apresentação musical

11h – Início dos processos seletivos

14h – Encerramento do evento

Mercado de trabalho e deficientes físicos 

A legislação brasileira garante trabalho para os portadores de deficiência. A discriminação salarial é proibida segundo a Constituição Federal. As empresas privadas com mais de 100 funcionários são obrigadas a reservar de 2% a 5% das vagas totais para os deficientes físicos, é o que diz o Decreto 3.298/99 e as Leis 7.853/89 e 8.213/91.

As leis dizem que o ato discriminatório na recusa de trabalho sem causa justa por motivo implícito de deficiência física pode gerar prisão de até quatro anos mais multa.

Quase 24% da população brasileira é composta por pessoas que possuem algum tipo de deficiência. De acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui 45 milhões de pessoas com deficiência.

Segundo os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgado pelo Ministério do Trabalho, 403,2 mil pessoas com deficiência atuam formalmente no mercado de trabalho, correspondendo a um percentual de 0,84% do total dos vínculos empregatícios.

Serviço

O quê: Encontro do Dia de Inclusão do Profissional

Quando: Quarta-feira (7), das 8h às 14h.

Onde: Praça Desembargador Montenegro

Quanto: Gratuito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.